Educação

CUIDAR E EDUCAR - Em dois anos, Prefeitura amplia em 95% a oferta de vagas nas creches municipais

Em 2021, o município atendeu cerca de 2.500 alunos e a previsão este ano é atender 4.900 crianças, o que representa um aumento de 94,9% em dois anos

Por Ceiça Chaves

24/01/2023

Garantir o ensino a todas as crianças em idade escolar é uma das prioridades da atual gestão da Prefeitura de Boa Vista. Por isso, os investimentos não param na Capital da Primeira Infância. Na modalidade creche, por exemplo, embora não seja universalizada dentro do Plano Nacional de Educação, a Prefeitura não mede esforços para ampliar as vagas para crianças com idade entre 2 e 3 anos.

Em dois anos: Em 2021, o município atendeu cerca de 2.500 alunos, e este número em 2022 subiu para mais de 4,3 mil, registrando um aumento de 72%. Já estão matriculadas para o ano Letivo de 2023 em torno de 4.900 crianças, o que representa 94,9% de aumento. A rede municipal conta hoje com 33 unidades de Casas Mães, 60 turmas maternais em 14 escolas proinfâncias, além das 10 unidades conveniadas.

Este ano, mais vagas para esta faixa etária serão criadas após a conclusão das obras de ampliação dos Núcleos de Creches Cidade Satélite II, Senador Hélio Campos, Pintolândia, Nova Cidade, além de um novo Núcleo no Jardim Equatorial. Para o prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique, a cada ano letivo a meta é ampliar o acesso das crianças a esta importante modalidade de ensino, fase inicial da vida escolar.

“No Brasil, a creche ainda não é uma etapa obrigatória, somente a partir dos 4 anos de idade (pré-escola). Sei do compromisso que tenho com a população, em buscar estratégias para atender o maior número de crianças possíveis nessa faixa etária. Seja firmando convênio com escolas particulares, ampliando escolas, construindo mais unidades. E seguimos trabalhando conforme a demanda da nossa rede municipal”, declarou o prefeito.

Outras capitais do Norte: Em comparação a outras capitais da Região Norte, Boa Vista sai na frente com 57 unidades de ensino para atendimento de crianças em horário integral. Em Manaus, por exemplo, que possui 2,2 milhões de habitantes, apenas 24 creches atendem 5.232 crianças de 1 a 3 anos de idade, divididos em Maternal 1 e 2 em horário integral e Maternal 3, horário parcial (manhã ou tarde).

Já nas capitais onde a população estimada se assemelha a de Boa Vista (436.591), como em Porto Velho (494.013), capital de Rondônia, 36 creches atendem pouco mais de 3 mil crianças de 2 e 3 anos em meio período. Em Macapá (522.357), as 10 creches do município atendem a 2.174 crianças também em meio período.

Rotina integral de aprendizado e interação social

 

A criançada é só alegria nas creches do município. Todos entram às 7h30 e só saem às 17h30. É o dia todo aprendendo, brincando e se divertindo, sob o olhar atento dos profissionais. As aulas são dinamizadas por um professor pedagogo, conforme as diretrizes do Currículo da Educação Infantil. Isso mesmo, a criança aprende brincando e vivenciando experiências que estimulam o cognitivo, a parte motora e a socialização.

Os cuidados, a higiene e o acompanhamento no ambiente escolar são uma importante missão do cuidador. Numa jornada de 10h, são quatro refeições diárias (café da manhã, cesta, almoço e lanche da tarde), têm práticas pedagógicas, a hora do sono, do banho e das atividades de lazer. A alimentação é balanceada seguindo o cardápio elaborado por nutricionistas da Secretaria Municipal de Educação e Cultura.

“Cuidar e Educar, estes são os dois pilares da Educação Infantil. Queremos garantir isso e com qualidade para as crianças de Boa Vista. Não é a toa que somos a Capital da Primeira Infância. Há 10 anos assumimos o compromisso de cuidar e zelar da fase mais importante da vida, que começa ainda na gestação até a fase escolar da criança”, declarou o prefeito.

______________________

FOTOS (Créditos)

Arquivo (Ensino creche): https://flic.kr/s/aHBqjAos72

Arquivo (Obras de creches): https://flic.kr/s/aHBqjAexW1 (Wélika Matos)