Transporte Urbano

Prefeitura ouve mototaxistas que discordam de projeto aprovado por vereadores

Durante o encontro foram ouvidas algumas reivindicações da categoria em relação ao projeto, que conforme os próprios representantes, possui diversas lacunas e pontos que, de certa forma, desfavorecem a categoria

Por Marcus Miranda

09/06/2021 - Última atualização 10/06/2021

Representantes de seis cooperativas de mototaxistas participaram, na manhã desta quarta-feira, 9, na sede do Palácio 9 de Julho, de uma reunião com o prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique e técnicos da Empresa de Desenvolvimento Urbano e Habitacional (Emuhr) para dialogar sobre o projeto de lei nº 070/2021, aprovado no dia 25 de maio, por vereadores da Câmara Municipal, que regulamenta a atividade da categoria.

Durante o encontro foram ouvidas algumas reivindicações da categoria em relação ao projeto, que conforme os próprios representantes, possui diversas lacunas e pontos que, de certa forma, desfavorecem a categoria, como explica Anderson Matos, representante da Coopermototaxi.rr.

“Nos sentimos de certa forma prejudicados com o projeto, que não atende aos anseios da categoria em diversos pontos apresentados. E nós, como profissionais, entendemos que é essencial discutirmos esses fatores para só assim regulamentarmos o trabalho dos mototaxistas”, disse.

O projeto de lei, aprovado por unanimidade na casa, é de autoria dos vereadores Melquidesek Menezes (PSL), Regiane Batista Matos (MDB), Sandro Baré (PRB), Thiago Fogaça (PTC) e Wan Kenobby (PV). Após a aprovação, o projeto segue para sanção do prefeito Arthur Henrique, que tem até a próxima quarta-feira, 16, para sancionar ou vetar a proposta.